Home > Matérias > Entrevistando o handler Claudio Cruz

Entrevistando o handler Claudio Cruz

Entrevistando… Quem?  | Claudio Cruz

Onde | Recife – Bahia – São Paulo – Fortaleza-CE.

Por quê | O profissional Claudio Cruz apresenta bagagem curricular que o autoriza a falar hoje  com toda a propriedade sobre Handlers e sobre Cinofilia . Na verdade, Claudio é uma pérola rara da nossa cinofilia.

E N T R E V I S T A

Cinofilia-BR – Acredito que muitos já saibam sua história. Mesmo assim, fale-nos um pouco sobre como começou em cinofilia?

Claudio Cruz – Comecei minha vida com cães como adestrador, mas  sempre fui apaixonado por cães de exposição.  Fui atrás dos meus objetivos e ai aconteceu o que  sou hoje. Duvido que haja uma só pessoa da cinofilia que não saiba quem é Negão (modo carinhoso pelo qual algumas pessoas me chamam).

Cinofilia-BR – Como é o dia-a-dia de um handler?

Claudio Cruz – Acho que a exposição é a ultima parte do trabalho do handler, pois para ganhar o prêmio maior de um show, temos como obrigação, deixar nossos cães impecáveis. Ai vem de handler pra handler saber o que é impecável, pois sempre estou trabalhando para que isso aconteça com meus cães.

2010

Cinofilia-Br – Nesses anos de cinofilia qual o pior evento, ou seja, qual o acontecimento que você qualificaria como “pior roubada”?  Há eventos a que não vale  a pena comparecer? Por quê? Sugeriria algo para melhorá-los?

Claudio Cruz – O pior evento sempre vai ser, para mim, aquele em que não há respeito para com os nossos cães, handlers, criadores, proprietários e público. Ex: Sem um bom banheiro; ausência de local apropriado para boas pistas; inexistência de local adequado a uma simples refeição (restaurante, lanchonete), falta de manutenção das pistas (higienização), etc…

Cinofilia-BR– Como você vê a nossa atual cinofilia, quer em Pernambuco, quer no restante do Nordeste?

Claudio Cruz – A cinofilia atual do nosso país é muito complicada, pois favorece  muito mais quem tem grana do que tem bons cães. Sobre o Nordeste, especificamente, acho que o Recife sempre foi o maior foco de bons cães.

2015

Cinofilia-BR – Se você tivesse de mudar de cidade, qual cidade escolheria para viver? Há algum motivo especial?

Claudio Cruz – Bem acabei de mudar (risos) para São Paulo, sem dúvida,  ainda o lugar do maior foco, onde se encontram os melhores shows de cães.

Cinofilia –BR – Qual a maior recompensa em ser Handler?

Claudio Cruz – Primeiro, trabalhar e fazer o que gosto, e por fim satisfação em poder apresentar e mostrar um exemplar da raça.

Cinofilia-BR – Você é fã de algum profissional? Cite algum que o tenha marcado profissionalmente. Qual a sua referência profissional ATUAL?

Claudio Cruz – Sim. Sou fã do Rasera, pela sua atitude e gana nos shows. É a minha referência profissional. Equipe Sunshine Kennel.

Cinofilia – BR – Cite momentos marcantes na vida profissional de Claudio Cruz. E que conselhos você daria para os novos que estão chegando?

Claudio Cruz – Momentos tenho vários, com cães e pessoas diferentes. Mas, para mim, o mais importante momento que guardo foi o meu primeiro Bis (Best in Show). Para quem está chegando agora, acho que tem trabalhar muito, ser sério e respeitar sempre os nossos cães, pois, com o tempo, as coisas boas chegam.

Cinofilia- BR – Recentemente vimos sua entrevista para a Revista Winners Dog. Lá você falou um pouco de como é ser um profissional handler, além de deixar um recado, ocasião em que procurou falar de forma geral como um profissional, tanto handler, quanto  criador, deveria  se portar em termos  éticos.  Gostaria de dar continuidade ao assunto? Terá ficado faltando algo por ser dito lá?

2016

Claudio Cruz – Creio que não, porque isso nunca vai mudar. Além dos cães, lidamos  com a vaidade das pessoas. E quando se põe a vaidade à frente, já viu, não é?

Cinofilia-BR – Algum recado?

Claudio Cruz – BEM… O RECADO QUE TENHO,  É: LEMBRAR QUE TEMOS QUE LUTAR PARA UMA CINOFILIA MELHOR.  VALEU! UM GRANDE ABRAÇO.

Você pode gostar desta postagem
KCEPI – Kennel Clube do Estado do Piauí.
GOSTAR DE CÃES É O PRINCIPAL REQUISITO 
PARA SER UM BOM HANDLER – Flavio Werneck
Entrevistando BR LAKE PARK SULLIVAN – Grupo – BR LAKE PARK SULLIVAN
Entrevistando o handler Wladyr Uchoa

Fazer um Comentário